sábado, 20 de novembro de 2021

Jataúba entra na pauta da oposição que cita o município e detona gestão de Paulo Câmara, "Governo fraco"

 

Foto: Blog Ponto de Vista

Prefeito de Jaboatão dos Guararapes e presidente do PL em Pernambuco, Anderson Ferreira voltou sua artilharia contra o governador Paulo Câmara (PSB) ao dizer que o socialista não tem capacidade de comandar o Estado. O duro comentário do liberal foi feito durante entrevista concedida à rádio Verdade FM, de Bonito, no Agreste Central, ontem, quando passou pela cidade para um dos eventos da caravana "Levanta Pernambuco".

"Esse governo já vem equivocado desde o início. Herdar algo quando você não conquista e não constrói é algo difícil de dar certo", cutucou. "Cenários que aconteceram em Pernambuco de pessoas que não poderiam ocupar um cargo porque não tinham capacidade", prosseguiu Anderson, que é um dos pré-candidatos da oposição ao Governo do Estado. 

Na sequência, o apresentador Renê Macedo perguntou se a declaração era sobre o governador Paulo Câmara e o prefeito confirmou, voltando a bater na gestão estadual: "O governo que está aí é um governo fraco, que não olhou para as pessoas. Um governo que não olha para os prefeitos e estende a mão para que possam governar com dignidade. Hoje a gente vê fronteiras em um mapa político que parece trincheira de guerra."

Raquel critica Governo do Estado por 1.754 obras paradas 

A prefeita de Caruaru e presidente estadual do PSDB, Raquel Lyra, também participou da entrevista. A tucana, que também é pré-candidata ao Governo, elencou várias falhas na administração estadual após ser questionada sobre o relatório divulgado na última quarta-feira (17) pelo Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE).

De acordo com o órgão, há 1.754 obras paralisadas no Estado e contratos que totalizam R$ 8,68 bilhões, com gastos de R$ 2,5 bi até o momento. "Para cada número desses R$ 8 bilhões, há uma história para contar de pessoas que poderiam estar sendo atendidas muito melhor na sua cidade", disse.

Sob administração do Governo, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) foi um dos alvos de Raquel. "Nós ficamos sem água em cidades onde há água. Em Vicência, Bonito, Santa Cruz, Jataúba... A água está aqui do lado e muitas vezes falta. Por que não consegue trazer água para dentro da cidade? Ficam tentando dizer que a Compesa não é do Governo do Estado. A Compesa é do Governo e presta um desserviço à população. Os 'pobres' dos prestadores fazem gambiarra o tempo inteiro e a conta chega", disparou.

Anderson Ferreira também criticou a Compesa. "É cabide de emprego para membros da 'família real'", ironizou em uma referência indireta ao clã Campos.

Informações Blog do Magno Martins / Houldine Nascimento


Nenhum comentário:

Postar um comentário