segunda-feira, 13 de dezembro de 2021

Queiroga diz que Saúde sofreu novo ataque hacker

 

O Ministério da Saúde sofreu um segundo ataque hacker entre o final de ontem e hoje. A nova ação, que tinha sido negada pelo governo ao longo de toda a tarde, foi admitida à noite pelo próprio ministro Marcelo Queiroga, em Brasília.

Inicialmente, ao negar o segundo ataque, a pasta divulgou nota afirmando que o DATASUS realizava "manutenção preventiva na rede interna". Agora, mesmo dizendo que a segunda ação teve um impacto menor, Queiroga admitiu que o governo omitiu a informação ao longo do dia.

"São duas coisas diferentes. Aquele primeiro ataque não foi um ataque ao Ministério da Saúde, aquilo foi a nível da Embratel, né? E felizmente, os dados não foram comprometidos. Em relação a esse [segundo ataque], foi algo de menor monta e estamos trabalhando para recuperar isso o mais rápido possível", disse Marcelo Queiroga.

De acordo com fontes da PF, de domingo para esta segunda-feira, ocorreram novas tentativas de ataques hacker no sistema do Ministério da Saúde. O sistema de e-mails, por exemplo, ficou fora do ar.

Procurado mais cedo, o ministério se limitou a dizer que se tratava de manutenção da rede, mas, reservadamente, fontes da própria pasta e da Polícia Federal chegaram a dizer que o problema dos e-mails está relacionado aos ataques de hackers. Funcionários foram avisados de que não precisariam ir à sede do ministério nesta segunda.

Informações Blog do Magno Martins


Nenhum comentário:

Postar um comentário